sábado, 10 de junho de 2017

Conhecendo a etimologia da palavra 'sensual': a força dos sentidos

Relendo os últimos dois posts, percebi a necessidade de escrever sobre um elemento comum entre eles, a ligação entre a cozinha como espaço simbólico e a atração física do par. Pois bem, uma das formas de refletir sobre essa interação é conhecendo a etimologia da palavra 'sensual'. Esta vem do latim 'sensualis', de 'sensualitas', significando a 'sensualidade, capacidade para sensação, para perceber através dos sentidos'; de 'sensus', "sensação".   fonte da informação

Excitar e provocar os sentidos é algo que fazemos através das comidas e das bebidas, do cozinhar em si, do preparar alimentos afrodisíacos ou da simples partilha de uma refeição cotidiana com o par. Não importa tanto a forma como a sensualidade é exercida, mas a conexão entre os dois, a disponibilidade para estar aberto ao outro, para o despertar do sentir. 

Esse despertar pode acontecer em nós pelo ofício dos cinco sentidos e pela prontidão para o sentimento, a emoção, o contato físico e afetivo do casal. 

De todos os modos, o que entra em cena são os sentidos que já conhecemos: olfato, visão, audição, tato, gustação. Em síntese, portas de entrada do mundo externo para nossa vida íntima,  tanto no contato com o alimento quanto com aquele que Roland Barthes chamou de 'sujeito amoroso', em seu "Fragmentos de um discurso amoroso". 

Se você buscar na memória, possivelmente lembrará das inúmeras vezes em que o campo sensorial entrou em cena para o degustar uma boa refeição com o par e para a vida íntima do encontro sexual. Pois esse campo sensorial, nos contextos da gastronomia e das relações afetivas, pode ser traduzido como sensualidade. 

No filme "Paris pode esperar", o sentido mais presente para Anne é o da visão, exercido através da fotografia; para Jaques, o gustativo e o olfativo são os mais intensos. Há várias passagens do filme em que podemos identificar essas diferenças entre eles, expressas através de suas reações e despertares. 

Já identificou qual o seu sentido mais presente? 

Com carinho,
Betina


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Vou adorar compartilhar emoções culinárias com você! Com carinho, Betina